Programa comemora Dia da Cidade

Dia da Cidade

Um espetáculo musical com o projeto Omiri, no Largo de Jesus, inicia o programa comemorativo do feriado municipal de Setúbal, dia da Cidade e de Bocage, integrado nas Comemorações Bocagianas 2021, com atividades culturais, desportivas e de lazer a decorrer ao longo de setembro.


Omiri, um dos mais originais projetos de reinvenção da música de raiz portuguesa, baseia-se em recolhas de vídeos de músicos e paisagens sonoras que servem de inspiração à composição e improvisação musical de Vasco Ribeiro Casais.

Para o concerto em Setúbal, no dia 14, às 21h30, defronte do Convento de Jesus, com entrada gratuita mediante levantamento de convites na Casa da Cultura a partir de 1 de Setembro, Vasco Ribeiro Casais criou um espetáculo único, com a participação de vários convidados, para homenagear identidade setubalense nas comemorações do Dia de Bocage e da Cidade.

No 15 de Setembro, Dia de Bocage e da Cidade, feriado municipal, o programa comemorativo dos 256 anos do nascimento de Bocage, organizado pela Câmara Municipal de Setúbal com o envolvimento de diversas associações culturais e recreativas, tem início às 09h00 com a cerimónia do hastear da bandeira no edifício dos Paços do Concelho.

Seguem-se uma interpretação do Hino do Município pelo Coro Afina Setúbal e uma cerimónia de homenagem a Bocage, com a habitual deposição de flores na estátua erguida na Praça de Bocage e leitura de poemas pela Associação Cultural TOMA – Teatro Oficina Multi Artes.

O programa prossegue, às 10h00, com uma sessão solene, defronte do edifício dos Paços do Concelho, que inclui homenagem aos trabalhadores municipais aposentados.

À mesma hora, no exterior da Casa do Turismo, tem início a Mostra de Saberes e Sabores que, até às 19h00, conta com a participação de produtores e artesãos locais que dão a conhecer o que de melhor se produz na região.

Outro dos momentos altos do feriado municipal é uma cerimónia de homenagem ao professor José Fernando Gonçalves, grande dinamizador do turismo de Setúbal, falecido em janeiro, num momento com início às 12h00, no EcoParque do Outão, que recebe o seu nome.

Este equipamento municipal, do qual José Fernando Gonçalves foi grande impulsionador, recebeu um conjunto de beneficiações, executadas pela Câmara Municipal, que contemplam a criação de um novo balneário, com instalações sanitárias modernas, incluindo uma área destinada a pessoas com mobilidade reduzida, e a ampliação da capacidade de ocupação da valência de autocaravanismo, com mais 26 lugares.

Na parte da tarde, a partir das 15h00, o edifício dos Paços do Concelho está aberto a visitas, as quais serão acompanhadas de leitura de poemas pela Casa da Poesia de Setúbal.

O Polo Social e Cultural da Freguesia do Sado é inaugurado às 16h00, enquanto, às 17h30, são inauguradas as novas instalações do Arquivo Municipal de Setúbal.

Também a Casa Bocage, edifício a que se atribui o local de nascimento do poeta setubalense, em 1765, está de portas abertas, entre as 15h00 e as 19h00, para visitas à exposição “Bocage Polémico. Discutido. Genial” e para a performance “Antes do início de todas as possibilidades”, dinamizada por Mónica Garcia, no pátio.

O Dia de Bocage e da Cidade reserva, ainda, às 18h00, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, o lançamento do livro “Vidro Desabitado”, de Joaquim Fernando Fitas, obra vencedora do XXI Concurso Literário Manuel Maria Barbosa du Bocage, organizado pela LASA – Liga dos Amigos de Setúbal e de Azeitão, com apoio do município.

À noite, há uma aula aberta conduzida pelo historiador setubalense Diogo Ferreira, com o tema “A Greve Geral Revolucionária de 18 de janeiro de 1934 à beira Sado: O descuido estratégico e a ausência da Barcelona portuguesa”.

O evento, que aborda um dos mais emblemáticos episódios de resistência à ditadura, representando a primeira grande ameaça ao Estado Novo, realiza-se às 21h00, na Casa do Largo, com entrada gratuita mediante reserva pelo e-mail dijuve@mun-setubal.pt ou do contacto telefónico 265 421 081.

O programa comemorativo do Dia da Cidade termina com um concerto, a partir das 21h30, na Casa da Baía, de apresentação do novo CD da fadista Deolinda de Jesus, que terá como convidados Alfredo Santos e Marcelo Costa.

As entradas para o evento, gratuitas, devem ser reservadas pelo endereço de correio eletrónico ditur@mun-setubal.pt .

Além do dia 15, as comemorações dos 256 anos do nascimento de Manuel Maria Barbosa du Bocage incluem iniciativas a realizar entre os dias 10 e 19 de setembro.

A 10, defronte da Casa da Cultura, a partir das 21h30, a cantora e compositora holandesa Chantal Acda apresenta o novo álbum “Saturday Moon”.

A entrada para o espetáculo, gratuita, deve ser reservada pelo telefone 265 236 168 ou pelo endereço de correio eletrónico rececao.casacultura@mun-setubal.pt .

O programa de dia 11 começa às 16h30, no Inatel de Setúbal, com um workshop de Tango Argentino para os níveis aberto e avançado, inserido no evento “Milonga D’Elmano – Encontro de Tango Argentino”.

A oficina, conduzida por Paulo Bernardo e Sónia Aires, mentores do projeto “A Todo o Tango”, é de participação gratuita com inscrições pelo e-mail dicul@mun-setubal.pt .

Às 20h30, o Forte de Abarquel acolhe a palestra, de entrada gratuita, “Como a fotografia influenciou a nossa vida”, conduzida por Francisco Borba, presidente da LASA – Liga dos Amigos de Setúbal e Azeitão.

Meia hora depois, nas ruas da Baixa de Setúbal, tem início a Noite Bocagiana, em ambiente boémio, com leitura de poemas satíricos e eróticos do poeta sadino, epigramas encenados, apólogos e adivinhações, pela associação TOMA – Teatro Oficina Multi Arte, numa animação itinerante acompanhada pela orquestra móvel da Sociedade Musical Capricho Setubalense.

Também para as 21h00, no Fórum Municipal Luísa Todi, está agendado um concerto do músico angolano Bonga, que abre o ciclo de apresentações em Portugal do projeto Língua Terra.

Tendo como ponto de partida a língua portuguesa, Língua Terra pretende criar pontes entre África, Europa e América Latina a partir da música como expressão e da diversidade étnica, linguística e cultural que compõe os distintos territórios.

Bonga traz a Setúbal a essência da música angolana com uma energia contagiante, acompanhada em palco por Joana Calunga, bailarina, Betinho Feijó, guitarra e direção musical, Ciro Bertini, acordeão, Hernâni Lagross, baixo, e Estêvão Gipson, bateria.

Os bilhetes para o espetáculo, com um custo de 15 euros, podem ser adquiridos na bilheteira do fórum e em www.bol.pt.

O programa de dia 11 reserva, ainda, a partir das 21h30, no Largo da Misericórdia, uma milonga, aula aberta de tango, com atuação de bailarinos e música pelo DJ Paulo Bernardo.

À mesma hora, defronte da Casa da Cultura, tem início um concerto de Ramblers Parade, formação que apresenta canções originais caracterizadas pela fusão entre influências folk e punk-rock.

O espetáculo é de entrada gratuita, mediante reserva pelo contacto telefónico 265 236 168 ou pelo endereço de correio eletrónico rececao.casacultura@mun-setubal.pt .

Um dos pontos altos do programa comemorativo do nascimento dos 256 anos de Bocage é o projeto de artes performativas “Pela Nossa Pele”, a ter lugar nos dias 11 e 12, a partir das 21h30, nos bairros dos Pescadores e Grito do Povo.

Rita Vilhena e Yael Karavan vão dirigir a comunidade local numa ação performativa com o objetivo de sensibilizar e motivar o pensamento crítico dos participantes sobre o tema do filme “Pela Nossa Pele”, cuja projeção é acompanhada de uma performance resultante de um workshop com a comunidade.

O projeto, que visa o envolvimento de todas as pessoas, independentemente da sua condição, tem inscrições gratuitas, com reservas pelo e-mail particulaextravagante@gmail.com .

As comemorações reservam, no dia 12, a partir das 21h00, defronte do edifício dos Paços do Concelho, o concerto de encerramento do projeto Fado em Setúbal.

Os fadistas Alfredo Santos, António Almeida, Carla Lança, Carlos Zacarias, Carolina Mendes, Deolinda de Jesus, Eugénio Almeida, Inês Pereira, Joana Lança, Maria Caetano, Maria do Céu Freitas, Nuno Rocha, Piedade Fernandes, Ramiro Costa, Sara Margarida e Susana Martins são acompanhados, à guitarra, por Custódio Magalhães e Vítor Pereira.

A 14, às 18h30, no Museu do Trabalho Michel Giacometti é apresentado o livro “Caminhos com História – Memórias dos bairros dos Pescadores e do Grito do Povo”, escrito a partir das histórias de vida das pessoas, dos bairros e dos seus quotidianos, no âmbito do trabalho desenvolvido pelo município de Setúbal em parceria com os moradores nas Oficinas Colaborativas, integradas no projeto PRIA – Percursos em Rede para a Inclusão Ativa.

Às 20h00, na Casa da Baía, há um jantar “À mesa com Bocage”, no qual são recriados pratos da época em que viveu o poeta sadino. As reservas devem ser feitas na Casa da Baía, pelo contacto telefónico 265 545 010 ou pelo e-mail gape@mun-setubal.pt .

A 16, a programação é dedicada aos mais pequenos com a oficina “Era uma vez… Um filme… Um Poeta”, a decorrer em duas sessões, às 10h00 e às 11h00, no Espaço 50 Cuts.

As inscrições para a atividade, dirigida aos alunos das escolas de 1.º ciclo do ensino básico, devem ser feitas até 10 de setembro pelo e-mail 50cuts.cinema@gmail.com ou pelo contacto telefónico 965 227 118.

No dia 17, há “Bocage à Solta”, na Casa da Baía, a partir das 21h00, com a exibição de uma curta-metragem, declamação de poesia e um momento musical, com a participação do PICA – Projeto de Intervenção Cultura e Artes.

A iniciativa, dinamizada pela 50 Cuts, com apoio da Câmara Municipal de Setúbal, União das Freguesias de Setúbal, PICA e Math is Good Studios, é de entrada gratuita, mediante reserva pelo contacto telefónico 965 227 118 ou pelo e-mail 50cuts.cinema@gmail.com.

O programa de dia 17 termina com um concerto dos The Twist Connection, a partir das 21h30, defronte da Casa da Cultura, com entrada gratuita mediante reserva pelo contacto telefónico 265 236 168 ou pelo endereço rececao.casacultura@mun-setubal.pt.

A 18, pelas 16h30, o Auditório José Afonso acolhe o 17.º Festival de Bandas Filarmónicas da Cidade de Setúbal, organizado pela Câmara Municipal em parceria com a Sociedade Musical Capricho Setubalense.

À noite, a partir das 20h30, Eugénio da Fonseca, presidente da Confederação Portuguesa do Voluntariado, partilha histórias e percursos de vida numa iniciativa do ciclo A Casa da Poesia Convida, a decorrer no Forte de Albarquel.

A música está em destaque às 21h30, com os Plástica, em mais um concerto a decorrer defronte da Casa da Cultura, com reservas, gratuitas, pelo telefone 265 236 168 ou pelo endereço rececao.casacultura@mun-setubal.pt.

No último dia do programa comemorativo dos 256 anos do nascimento de Bocage, 19 de setembro, há Conversas com Realizadores, às 18h00, no Cinema Charlot – Auditório Municipal, com a atriz São José Correia a falar sobre o percurso como realizadora.

A sessão, de entrada gratuita, conta com a exibição de filmes realizados pela convidada.

As Comemorações Bocagianas 2021 encerram com um concerto de Noiserv, às 21h30, no Coreto da Avenida Luísa Todi, integrado no projeto “Uma volta a Portugal em 8 coretos”, que promove a fusão entre o património e a música contemporânea num espetáculo audiovisual único.

A entrada para o espetáculo é gratuita mediante reserva pelo endereço de correio eletrónico rececao.casacultura@mun-setubal.pt .

X